Como contestar o resultado do cadastro do auxílio emergencial



Atenção! A contestação só pode ser realizada uma única vez.

O auxílio emergencial é um auxílio financeiro do Governo Federal, no valor de R$ 600,00, para auxiliar trabalhadores informais devido a situação atual ocasionada pelo coronavírus.

As pessoas que se enquadraram nos requisitos para recebimento do benefício, devem fazer o cadastro por meio do site ou no aplicativo Caixa Auxilio Emergencial.



Mas, quem já se cadastrou e teve o benefício considerado inconclusivo (quando o cadastro não pôde ser avaliado) ou negado, o que fazer? É o que vamos orientar no decorrer da matéria. Acompanhe!

Segundo orientações de Tatiana Thomé, vice-presidente de Governo da Caixa, as pessoas que tiverem o benefício negado ou em situação considerado inconclusiva, deverão realizar um novo cadastro por meio dos canais já mencionados.



É necessário preencher e/ou corrigir as informações corretamente, lembrando que a aprovação do benefício depende da estatal de tecnologia (Dataprev), responsável pela verificação das informações em 17 base de dados.

No caso do benefício negado, mas não concorda com o resultado da análise, não será possível corrigir os dados, apenas confirmar as informações já mencionadas. Entretanto, poderá contestar o resultado por meio do site ou no aplicativo da Caixa.

Saiba por qual motivo o cadastro pode ser considerado inconclusivo

De acordo com a vice-presidente da Caixa, um dos principais motivos está no preenchimento incorreto ou faltante dos dados para análise. Entre eles estão:

  • Número incorreto do cadastro de pessoas físicas (CPF) e/ou data de nascimento de familiares
  • A marcação como chefe de família não tem indicação de parente
  • Informações sobre o sexo masculino ou feminino nas bases do governo ou preenchimento incorreto
  • Há casos também de informações contraditórias em que na primeira solicitação declararam membros ou chefe da família e na segunda solicitação não declaram ou inserem dados diferentes.

Entenda porque o cadastro não foi aprovado

Tatiana diz para contestar ou fazer uma nova solicitação só podem ser feitas nas seguintes circunstâncias: renda mensal familiar superior a três salários mínimos ou meio salário mínimo por pessoa, quando o requerente tem vínculo empregatício ou recebe algum benefício (seguro-defeso, seguro-desemprego ou benefício da Previdência Social).

O site e aplicativo da caixa informam o motivo do indeferimento, mas, caso o motivo não se encaixe na situações mencionadas, a retificação de dados em um novo cadastro ou a contestação não poderá ser feita. A vice-presidente da Caixa ressalta que os dados informados para iniciar um novo cadastro deverão ser iguais aos que constam na Receita Federal. Dentre os documentos que podem ser adicionados na versão mais recente do aplicativo para cadastro são: carteira de trabalho, carteira de motorista (CNH) e passaporte para.

Os dados iniciais exigidos pelo aplicativo na tela de abertura são: cadastro de pessoas físicas (CPF), data de nascimento, nome completo. Para usuários que tem mãe desconhecida, o aplicativo permite marcar essa opção para dar continuidade ao cadastro.

Veja como contestar o motivo de cadastro não aprovado

  1. Acesse o site da caixa e clique em “Acompanhe sua solicitação” ou acesse o aplicativo Caixa Auxilio Emergencial;
  2. Preencha os campos com seu nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe;
  3. Em seguida clique em contestação e confirme;
  4. E por fim, envie a contestação para análise.

Para acompanhar o resultado, basta acessar o site ou aplicativo e clicar em “Acompanhe sua solicitação”.

Agora saiba o que fazer se o cadastro for considerado inconclusivo

  1. Acesse o site da caixa e clique em “Acompanhe sua solicitação” ou acesse o aplicativo Caixa Auxilio Emergencial;
  2. Preencha os dados: nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe;
  3. Em seguida aparecerá o motivo pelo qual o cadastro está inconclusivo;
  4. Então, faça uma nova solicitação.

Para verificar o andamento, basta acessar o site ou aplicativo e clicar em “acompanhe sua solicitação”.

É muito importante preencher os dados corretamente para obter aprovação do benefício, além de verificar se o cidadão se enquadra dentro dos requisitos de recebimento.

Texto de Erika

Post Anterior

Não há mais posts

Próximo Post

Não há mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *